segunda-feira, 22 de março de 2010

Benfica vs WWE

O Benfica venceu ontem de forma categórica o Futebol Clube do Porto. Sem espinhas. Nada a acrescentar. Nada mais a dizer sobre esta vitória limpa e justa. Perdão, justíssima. Grande Jesus. Enorme espírito de grupo. Gigante Benfica. Quanto a futebol, estamos arrumados.

Agora gostaria de falar do Porto. Primeiro, não percebo o "Futebol" de "Futebol Clube do Porto". Quem pratica aquilo deveria estar no Boxe Clube do Porto ou no Porto Wrestling Federation. Nunca numa modalidade chamada futebol.

Para chegar a esta conclusão, bastou-me existir e assistir aos jogos de futebol. Mas ontem - como todos os dias são dias de esperança - decidi esperar que o Porto soubesse perder e aplaudisse os vencedores. Errado. Aliás, que estupidez a minha. Às vezes até parece que sou dos Super Dragões. Eles que, uma vez mais, fizeram um excelente jogo nas estações de serviço da A1 e A2. Bananas para estes energúmenos.

O Ruben Micael começou o "jogo" logo aos 20 segundos. Minutos depois foi o Bruno Alves. Depois foi o Raul Meireles. Minutos depois foi o Bruno Alves. Seguiu-se o Miguel Lopes. Minutos depois foi o Bruno Alves. Fernando. Minutos depois foi o Bruno Alves. Cristian Rodríguez. Minutos depois foi o Bruno Alves. Minutos depois foi o Bruno Alves. Minutos depois foi o Bruno Alves. Minutos depois foi o Bruno Alves. Minutos depois foi o Bruno Alves. Minutos depois foi o Bruno Alves. E estou a ser benevolente porque vi o jogo pela televisão, o que me impediu de estar sempre de olho no Bruno Alves. Mas uma coisa é certa. Se eu estivesse sempre de olho nele, o certo era ficar com o olho negro. Sinceramente não sei o que dizer da conduta deste animal. E peço desculpa ao meu cão por o estar a incluir na sua categoria. O Bruno Alves parece um animal raivoso que espuma pela boca sempre que vê um jogador… sempre que vê um… sempre que vê. Ponto. Eu até duvido que ele veja. Pelo modus operandi, deve lá ir pelo cheiro. A frustração que vai dentro daquele animal com formato humano é tanta que nem há espaço para a massa encefálica.

5 comentários:

Anna Karina* disse...

Vim só aqui deixar expressa a minha adoração pela palavra "energúmeno".


Carina,
a que tem um apelido lindo!

André Pereira disse...

Ficai sabendo que é a minha palavra preferida :) ENERGÚMENO!!!

Bjs

Anónimo disse...

É puto e este texto está sem espinhas também...
Grande André... eheh
Quanto ao Bruno Alves, a esse F.P. devia era ser obrigado a jogar com um AÇAIME, não vá ele voltar a fazer das suas...
Ass: A. Seiça

Pedro disse...

De sonho.. :) O Benfica começou a ganhar também por obra e graça do Espírito Santo...

André Pereira disse...

Ainda bem que, até agora, nenhum portista comentou o meu texto. Caso contrário, teria de escrever com um braço ao peito.

Abraços