sábado, 6 de dezembro de 2008

Buena Vista Social Club at Carnegie Hall

Em 1996, o músico Ry Cooder fez uma das viagens mais úteis da humanidade. Foi a Cuba e, juntamente com Wim Wenders, deu a conhecer ao mundo a alma deste povo, através do documentário "Buena Vista Social Club". Em 1998, os artistas cubanos deslocaram-se ao Carnegie Hall, em Nova Iorque e proporcionaram ao público presente uma das melhores noites de música da história. Dez anos mais tarde, eis que surge a melhor prenda de Natal, de Aniversário, de Casamento ou até mesmo de Divórcio. Porque, apesar de tudo, ninguém fica indiferente ao que sai das colunas da aparelhagem. Ibrahim Ferrer, Compay Segundo, Omara Portuondo e Ruben Gonzalez são apenas alguns dos nomes que podem flutuar pelos recantos do nosso quarto ou pelos vidros embaciados do carro.

Ouvir este cd é pôr a chave na ignição, ajeitar o chapéu de palha, ouvir o ronronar do motor e andar a 30 km/h com a brisa do mar a soprar-nos na cara. Paramos o carro, entramos no café, pedimos uma Cuba Libre (baixinho que não queremos chatices...), e jogamos mais uma partida de xadrez.

A identidade de um povo é reflectida como um espelho pelos artistas que preencheram o palco nesta magnífica noite de 1 de Julho de 1998. Desde o “Chan Chan”, onde abanamos as ancas como autênticos dançarinos (pelo menos mentalmente), passando pelo “Dos Gardenias”, onde fechamos os olhos e imaginamos a nossa cara-metade toda derretidinha a ouvir-nos cantar, este disco duplo transporta-nos para um outro mundo de notas quentes. Todas as outras catorze músicas “apenas” nos tiram os pés do chão e nos fazem comichões na barriga.

"Buena Vista Social Club" recebeu o Grammy de melhor álbum de World Music e é o disco mais vendido da categoria na história. E é por isto e por tudo o mais que não disse que este é um álbum que devemos, não comprar, mas trocar por uns míseros euros na loja mais próxima, não trazê-lo para casa dentro de um saco plástico, mas acompanhá-lo pela mão, não ouvir, mas escutar.

Dos gardenias para ti con ellas quiero decir te quiero, te adoro, mi vida. Ponles toda tu atencion porque son tu corazon y el mio. Dos gardenias para ti que tendran todo el calor de un beso. De esos besos que te di y que jamas encontraras en el calor de otro querer.

1 comentário:

Pedro Pinto disse...

"UM" Pah! é "UM"! eheh

Boa crítica e grande álbum! ;)