segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Edgar Allan Poe (19-01-1809)

Hoje comemoram-se 200 anos do nascimento de um dos maiores génios da literatura fantástica e de terror. Em jeito de homenagem, uma das suas maiores obras, The Raven.

"Once upon a midnight dreary, while I pondered, weak and weary,
Over many a quaint and curious volume of forgotten lore,
While I nodded, nearly napping, suddenly there came a tapping,
As of someone gently rapping, rapping at my chamber door."
'Tis some visitor," I muttered, "tapping at my chamber door;
Only this, and nothing more."

2 comentários:

Pedro Pinto disse...

Esse poema também é o testemunho de uma das traduções mais fantásticas alguma vez feita. O génio da tradução? O não menos "genial" Fernando Pessoa.

Grande senhor..

André Pereira disse...

Sem dúvida! Ambos génios do seu tempo, da sua escrita.

Abraço